Notícias

Desvio Rizzo, em Caxias do Sul, terá escola em 2012

13/07/2011

A deputada Marisa Formolo foi recebida em audiência pelo Secretário da Educação do Estado José Clóvis de Azevedo. Na pauta a construção da Escola de Ensino Médio do Desvio Rizzo, a Escola Estadual de Ensino Médio Loteamento Ipê a a Escola Estadual de Nova Roma do Sul, entre outros temas. Desvio Rizzo A deputada levou ao secretário a preocupação da comunidade de Desvio Rizzo, que abriga mais de 50 mil habitantes, e que não dispõe de uma escola de ensino médio e profissionalizante. “É quase na divisa com Farroupilha. Os jovens tem que se deslocar à outros bairros, distantes, para estudar. Também são penalizados quando chega a etapa da universidade, pois não puderam estudar em escola pública e ficam impedidos de desfrutar dos benefícios do Prouni”. O secretário disse que Caxias tem um quadro diferente do resto do Estado, pois enquanto em algumas regiões há escolas ociosas, Caxias demanda mais escolas. "Isto se deve ao aumento da população urbana que busca emprego neste grande centro", afirmou. Disse que só falta a liberação dos recursos que deve acontecer ainda neste período, indo então a obra para licitação. Desvio Rizzo está entre as 3 primeiras escolas na lista de prioridades do governo do Estado e será executada dentro da ação estratégica de monitoramento do governo. "Este ano ainda inicia a obra", garantiu José Clóvis de Azevedo. A escola está orçada em R$ 2 milhões e prevê sete salas de aula, biblioteca, quadra poliesportiva e demais dependências administrativas e de atividades extracurriculares. Presentes na reunião os vereadores Guoivane Maria, Marcos Daneluz; Neuza Pauzoni, da Associação dos Moradores do Desvio Rizzo e Paulo Ruffato, da Comissão de Educação de Desvio Rizzo.   Vila Ipê Leila Stradiotto, diretora da Escola de Vila Ipê apresentou ao secretário o problema desta escola, cuja obra ainda não foi finalizada. Hoje a escola abriga cinco turmas de ensino médio e a diretora prevê um aumento significativo de estudantes no próximo ano letivo. José Clóvis disse que a obra de conclusão de Vila Ipê deverá acontecer no próximo ano. Nova Roma O prefeito Marino Testolin trouxe de sua cidade o pleito de municipalizar a única escola estadual da cidade. “Hoje aquela escola abriga uma turma de 12 estudantes. Na rede municipal temos uma defasagem de 60 vagas, que poderíamos suprir, usando toda a estrutura de escola estadual, inclusive proporcionando turno integral”. Marisa defendeu a proposta afirmando que existe uma infraestrutura que facilitaria o município que não precisaria construir uma nova escola. “A proposta do prefeito é no sentido de dar aproveitamento ao que já existe e melhorar o ensino na cidade”. Para o secretário o processo deve ser retomado para estudo de encaminhamentos visando o próximo ano letivo.